Ácido Mandélico: Indicações, Benefícios, Usos e Aplicação

Tire todas as suas dúvidas sobre este ácido presente em diversos produtos que usamos no dia a dia!

Publicado em e atualizado em: 04-06-2022 por Lory Aguiar

O Ácido Mandélico é pertencente a classe do Alfa Hidroxiácidos que são responsáveis pela renovação celular e eliminação das células mortas.

Foi descoberto em 1831 pelo Alemão Ferdinand Ludwig Winckler em um experimento enquanto aquecia extrato de amêndoa (amigdalina) com ácido clorídrico.

Sendo assim, após sua descoberta o ácido mandélico passou a ser usado em medicamentos antibacterianos, como no tratamento de infecção urinária.

Atualmente, ele pode ser encontrado em diversas composições para tratamentos de saúde e estético.

Se você quer saber para que serve o ácido mandélico no segmento estético, acompanhe as informações que vamos trazer nesse artigo.

QUAL A INDICAÇÃO PARA O USO DO ÁCIDO MANDÉLICO

Onde O Ácido Pode Ser Encontrado

De modo geral, a classe dos hidroácidos possui a função de firmar, suavizar e iluminar a pele.

Sua utilização é recomendada para a maioria dos tipos de pele, já que seus efeitos não agridem a pele. No entanto, pessoas com pele muito sensível a este produto específico deve se evitar o uso.

Já as pessoas com peles secas e intolerantes ao ácido glicólico este tipo de ácido é o mais indicado por sua ação.

As indicações para o uso do ácido remetem ao fornecimento de melhorias na pele, bem como, eliminação de rugas, melhora a elasticidade e elimina marcas causadas pelo envelhecimento precoce.

Sua fórmula pode ser encontrada em cremes, séruns e óleos que podem ser aplicados diariamente na região selecionada.

Funciona como um esfoliante que elimina as imperfeições a cada aplicação, deixando a pele uniforme e evitando o formato de manchas na superfície.

Por isso, pode ser usada como pré ou pós peeling em quantidades de concentração entre 30% a 50%, garantindo uma total eficácia do tratamento.

QUAIS OS BENEFÍCIOS DE SUA UTILIZAÇÃO

Conforme sua indicação, o ácido é um importante aliado no combate a rugas, também possui ação antibacteriana, clareadora, antifungos e renovação celular.

Os benefícios na utilização de ácido mandélico na estética, podem abranger os seguintes tratamentos.

  • Prevenção de espinhas e cravos: Além da prevenção, o ácido tem ação que elimina as indesejáveis acnes já existentes, independentes do fator que contribui para o aparecimento das mesmas.
  • Eliminação de manchas: as manchas na pele na maioria das vezes são causadas por exposição ao sol sem a devida proteção, além de marcas escuras causadas pelas acnes. Sendo assim, o ácido contribui para o clareamento das pigmentações, deixando a pele com uma aparência saudável.
  • Tratamento da hiperpigmentação: Este é um dos problemas enfrentados por mulheres grávidas e pessoas com sardas. Na gravidez, a produção de hormônios se altera, causando as hiperpigmentações chamadas de melasma. Assim, com o uso do ácido mandélico 50% no primeiro mês de uso, já podem ser observados os resultados.
  • Age contra o envelhecimento precoce: Com a aplicação do produto você fica com a pele mais lisa, uniforme e livre de marcas de expressão. Isso graça a ação antioxidante do produto em contato com a região.
  • Tratamento de estrias: Também pode ser usada como tratamento de estrias, em função de sua ação clareadora capaz de ajudar na eliminação de marcas brancas e avermelhadas.
  • Promove a renovação celular: Esse benefício contribui para uma pele bonita e saudável, onde o processo remove todas as impurezas.

ONDE O ÁCIDO PODE SER ENCONTRADO

O ácido pode ser facilmente encontrado em substâncias já conhecidas por muitas pessoas, em substâncias como da Rosa Mosqueta e Aloe Vera (babosa). Nessas misturas a quantidade do ácido pode chegar de 1% a 10% do produto.

Além desses dois já citados, pode ser encontrados em vários cremes para o rosto, como também, em formato de óleo, gel ou máscara para o rosto.

COMO APLICAR O ÁCIDO NA PELE

Como Aplicar O Ácido Na Pele

Antes de aplicar, é necessário que você veja quais as instruções do produto, ou se preferir consulte um dermatologista antes de fazer o uso produto.

Por ser um produto mais suave, ele penetra mais lentamente na pele, mas pode ser comparado mais potente que muitos esfoliantes que penetram com mais rapidez, causando, às vezes, aquela irritação.

Neste sentido, vamos ensinar um passo a passo para como aplicar o ácido na pele, em forma de um spa day para o rosto.

Como Aplicar Ácido Mandélico na Pele

Tempo total: 10 minutos

Limpe a pele

Faça a limpeza da pele com água micelar ou outro fluído para remoção de todo a sujeira.

Espere

Espere de 20 a 30 minutos antes de aplicar o produto no local.

Aplique o produto

Aplique o produto em todo o rosto, com leves contatos para não causar nenhuma irritação.

Antes da aplicação no local desejado, faça um teste para ver se você terá alguma reação alérgica deixando o produto por até 24 horas, pois mesmo que ele seja inofensivo, o uso pode ter um efeito reversivo.

É recomendável que se aplique o produto durante a noite de duas a três vezes por semana, logo de manhã lave como de costume e finalize com um protetor solar.

CUIDADOS APÓS A APLICAÇÃO

O Produto Possui Contraindicação

Como o produto se trata de um ácido, alguns cuidados após a aplicação devem ser tomados para não causar nenhum efeito prejudicial para a saúde.

Confira abaixo alguns desses cuidados após a aplicação do ácido mandélico:

  • Fazer o uso do protetor solar diariamente, principalmente após a aplicação;
  • Não aplicar outros ácidos sem recomendação, pois muitos deles podem danificar e irritar a pele;
  • Sempre faça o teste do produto para verificar sua sensibilidade ao reagente;
  • Antes de aplicar o produto, certifique se a sua pele está livre de sujeira.

O PRODUTO POSSUI CONTRAINDICAÇÃO

Como toda substância, deve se atentar às suas contraindicações, neste caso este produto não deve ser aplicado em casos como:

  • Gestantes, lactantes e puérperas: pode causar efeitos colaterais no feto ou na criança sendo amamentada.
  • Lesões no local de aplicação: como é de praxe, a região afetada por lesão está mais vulnerável, o que pode trazer complicações alérgicas ou severas irritações com o uso do ácido.
  • Pessoas com herpes: o que ocorre é uma hipersensibilidade que pode ser prejudicada ao utilizar a substância.

Considerações Finais:

O ácido mandélico pode ser um importante aliado aos tratamentos para pele com manchas, rugas, marcas e as terríveis espinhas.

No entanto, como todo produto composto químico ele exige cuidados antes, durante e após a aplicação.

Contudo, sua eficácia pode ser percebida logo nas primeiras semanas de sua aplicação, já que os resultados são de uma pele jovial e aveludada.

Você já conhecia os benefícios do Ácido Mandélico? Já fez uso em algum produto diário? Compartilhe conosco sua experiência.

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Whatsapp

Você leu Ácido Mandélico: Indicações, Benefícios, Usos e Aplicação. O FemmeVerso estará aqui para te ajudar sempre que precisar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.