Alergia a Esmaltes: Sintomas, Diagnóstico e Melhor Tratamento

Você é alérgica a esmaltes? Descubra aqui!

Publicado em e atualizado em: 28-05-2020 por Lory Aguiar

Existem pessoas que não conseguem usar os esmaltes de unhas normais por seu organismo desencadear uma reação alérgica devido a algum composto químico que está contido na composição do esmalte.

A alergia a esmaltes é um mal que ainda não possui cura, no entanto, seus sintomas podem ser amenizados com algumas providências que devem ser tomadas pela pessoa que possui alergia.

Este artigo irá ajudar você a conhecer um pouco sobre esse tipo de problema que afeta milhares de pessoas em todo o mundo é que pode estar afetando você sem que haja conhecimento.

O que é a alergia ao esmalte?

O Que É A Alergia Ao Esmalte

É um dos vários tipos de alergia que existem, ela é conhecida como dermatite de contato e afeta muitas mulheres (eu também sofro dessa dermatite, mas demorei para chegar a esse diagnóstico).

O que ocorre nesse tipo de alergia é que o sistema imunológico responde de forma exagerada à presença de alguns compostos químicos que estão presentes no esmalte.

Quais os sintomas?

Quais Os Sintomas

Existem sintomas bastante caracterizados para quem possui a dermatite de contato, fique atento se você apresentar alguns deles após ter pintado as suas unhas com esmaltes comuns.

Ao perceber o aparecimento desses sintomas será possível que você identifique a alergia, no entanto, é importante que haja o acompanhamento de um dermatologista para conclusão do diagnóstico.

Vermelhidão na pele.

Ao entrar em contato com o esmalte a pele de quem tem alergia logo fica vermelha, também há a formação de pequenas bolhas ao redor das unhas, do pescoço, os olhos e também em algumas partes do rosto.

Bolhas de água nos dedos

Conforme a alergia vai sendo desencadeada pode haver a formação de pequenas bolhas em alguns locais, o local mais comum é nos dedos, podendo ser nos dedos das mãos ou nos dedos dos pés.

Coceira.

Essa é um sintoma que é desenvolvido em vários outros tipos de alergia, além da coceira também há o aparecimento de dores nos dedos, pescoço ou olhos.

Unhas frágeis.

Sabemos que unhas frágeis e quebradiças podem ser resultado de outros fatores, mas juntamente com os outros sintomas ela pode servir para confirmação da alergia.

Pele descamando

A pele fica extremamente seca e começa a descamar em algumas regiões específicas, como: olhos, dedos, pescoço e rosto.

É importante deixar claro para vocês que a alergia ao esmalte não provoca sintomas apenas nas unhas. Como foi possível observar acima os olhos, o rosto pescoço e até outras partes podem expressar esses sintomas, basta apenas que entre em contato com o esmalte.

Como deve ser feito o diagnóstico?

Como Deve Ser Feito O Diagnóstico

Primeiro de tudo, antes de se iniciar um tratamento para a alergia ao esmalte, é importante consultar um médico especialista, no caso o dermatologista.

Ele irá solicitar um teste de alergia, é um teste simples onde serão colocadas diversas substâncias (que causam alergias) em contato com a pele e depois serão cobertas por uma espécie de curativo.

Geralmente o exame se localiza nas costas e o paciente deverá deixar o local isolado de água por um período de 24 a 48 horas. Após o retorno ao médico para que ele retire o exame e análise o loca, será possível identificar quais os componentes seu organismo tem alergia.

Como deve ser feito o tratamento para quem possui alergia a esmaltes?

Depois de um diagnóstico concluído, caso seja positivo o resultado, não tem para onde correr, é necessário conviver com a alergia e procurar tratá-la.

Caso haja o aparecimento de sintomas alérgicos o médico poderá passar uma medicação (o médico viu? Não vá começar a se automedicar), loratadina sempre se torna uma opção para que a pessoa medicado não tenha sono durante o dia.

Os medicamentos que serão passados pelo médico podem ser em forma de comprimidos, pomadas ou algum tipo de gel para sentem aplicados diretamente na região que foi afetada pela alergia.

Como Deve Ser Feito O Tratamento Para Quem Possui Alergia A Esmaltes

Quais as medidas a serem tomadas para quem tem alergia a esmalte?

Como a alergia aos esmaltes é uma condição que não tem cura, alguns cuidados pela pessoa alérgica são essenciais para que as alergias não ocorram.

A melhor medida (no entanto, um pouco difícil para a maioria das mulheres tomarem) é deixar de usar esmaltes nas unhas. Mas listamos outras medidas menos radicais que podem (e devem) ser seguidas por quem tem alergia aos esmaltes, tais como:

  • Substituir o uso do esmalte por adesivos para unhas, uma solução que não é cara e é bastante prática.
  • Usar esmaltes que sejam hipoalérgicos ou antialérgicos, esses produtos são feitos com outros componentes químicos para que não haja reação alérgica do seu usuário.
  • Trocar a marca do esmalte que lhe causou alergia, pois talvez aquele componente químico específico não esteja na composição de outro.
  • Usar removedores de esmaltes hipoalérgicos pois estes não causam alergia nem provocam sua piora.

Existe solução caseira?

Existe Solução Caseira

Vocês já me conhecem, e sabem que se tem uma coisa que eu gosto é trazer soluções caseiras para nossos mais variados problemas. Então eu trouxe uma receitinha super fácil para você que tem alergia a esmalte, ter um esmalte caseiro que você possa usar.

Ingredientes

  • 1 base antialérgica
  • Óleo de banana
  • Sombra antialérgica da cor que você queira o esmalte.
  • Funil pequeno.

Modo de preparo

Comece raspando a sombra com um palitinho e deixe o seu pó raspado em uma superfície móvel, como por exemplo, um pedaço de papel.

Em seguida use o funil para que você despeje a sombra raspada na base antialérgica. Coloque gotas do óleo de banana (de três a seis gotas) e misture bem os ingredientes balançando o esmalte.

Prontinho! Você tem um esmalte antialérgico para usar sem nenhuma preocupação!

Cuidar da beleza é muito importante, é como nós mostramos para o mundo, mas cuidar da nossa saúde é algo essencial para a nossa existência. Se você identificar qualquer sintoma de reação alérgica procure logo receber o diagnóstico e aprenda a conviver com essa nova condição.

Você possui alergia a esmalte? Alguém que você conhece passa por esse problema? Compartilha aqui nos comentários que é sempre bom saber que não estamos sozinhas nessas dificuldades.

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Whatsapp

Você leu Alergia a Esmaltes: Sintomas, Diagnóstico e Melhor Tratamento. O FemmeVerso estará aqui para te ajudar sempre que precisar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.