Fotodepilação (Técnica com Luz Pulsada): Como é feita?

Tire todas as suas dúvidas sobre esta famosa técnica!

A fotodepilação é um dos métodos de remoção e diminuição de pelos mais usados na atualidade.

Este procedimento consiste em usar um aparelho que emite feixes de luzes, mais conhecido como Luz pulsada.

Sendo assim, se torna um tratamento progressivo, isso quer dizer, que a diminuição dos pelos depende da quantidade de sessões que você realizou.

Dessa forma, bem sabemos que hoje existem diversas formas de remoção de pelos, seja dolorosa ou não.

Quer saber mais sobre esta alternativa para acabar com os pelos?

Acompanhe as informações sobre como é feita fotodepilação, os seus benefícios e contraindicações no decorrer deste artigo.

Como é feita a fotodepilação?

Os pelos sempre fizeram parte da vida das pessoas, e hoje ele se tornou um incômodo maior para as pessoas.

Apesar de sua importância para a saúde, a parte estética do corpo fica em evidência quando o assunto é remoção de pelinhos.

Como outros métodos podem ser mais dolorosos, a fotodepilação se torna uma opção bem viável para o paciente que deseja eliminar os pelinhos de determinada região.

A fotodepilação é realizada através de um processo de disparo de luz na área a ser depilada.

Dessa forma a remoção acontece através da absorção da luz pela cavidade do pêlo, resultando assim na destruição das células germinativas da estrutura.

Por isso, essa técnica é considerada progressiva, pois com as determinadas aplicações as diminuições dos pelinhos começam a dar efeito com um tempo de sessões.

Essa tecnologia é avançada e é considerada muito eficiente, resultando também em uma pele lisinha e macia em todos os momentos.

Quais os benefícios da técnica com luz pulsada para depilação?

Um dos maiores benefícios desse procedimento é o fim dos pelos, claro que isso não é 100% garantido mais pode durar anos sem o pelo nascer.

Isso acontece através da ação dos feixes de luz, que agem diretamente na estrutura do pelo, tornando-o com uma espessura mais fina, e consequentemente caindo depois.

É um método indicado para qualquer pessoa e com qualquer tonalidade de pele.

A fotodepilação pode ser feita em todas as regiões?

Como é um procedimento que pode apresentar irritações e outros efeitos, alguns locais não são indicados para uso da técnica.

Sendo esses os locais mais sensíveis, como: regiões íntimas, bolsa escrotal, ânus, pálpebras e região da boca.

Em quantas sessões são observados os resultado?

Os resultados da fotodepilação podem ser observados no decorrer das primeiras sessões, com uma melhora significativa em até dez sessões.

Isso dependerá de cada caso, pois cada pelo possui uma espessura, quantidade de pelinhos na região depilada, o ciclo capilar e as condições de saúde da pessoa/paciente.

Por isso, algumas doenças que aumentam a quantidade de hormônios podem aumentar a quantidade de sessões, pois esta estimula a produção de mais pelos.

Entretanto, é necessário que o questionário antes das sessões seja respondido com sinceridade, pois existem alguns cuidados que devem manter antes de iniciar o processo.

Aliás, existem também algumas contraindicações para alguns pacientes, que devem ser levadas em conta.

Qual o valor de cada sessão?

O valor por cada sessão dependerá da região a ser depilada, do profissional ou clínica que irá fazer o procedimento.

Contudo, para você ter uma ideia de quanto poderá custar o procedimento, ele pode variar de 50 a 80 reais cada sessão.

Quais os cuidados para manter a fotodepilação?

Para manter a eficácia do método depilatório é necessário que o paciente não utilize outros meios para remoção dos pelos, principalmente lâminas (giletes) e creme depilatórios.

Mesmo que o pelo cresça, você irá perceber que a espessura vai afinando, pois é assim que age a fotodepilação.

Vale salientar que antes da sessão você não tenha contato direto com o sol por pelo menos 72 horas, nem contato com água muito quente minutos antes da sessão.

Hidrate a pele uma semana antes do procedimento, faça uso de pelo menos uma semana cremes hidratantes duas vezes ao dia.

Se os pelos altos te incomodam, é só aparar com uma tesoura, e deixar que a luz pulsada faça o seu trabalho.

Possui contraindicação?

Por ser um procedimento indicado para a maioria das pessoas, seu método é bem aceito pelo público.

Porém, é preciso trazer ao conhecimento, que para algumas pessoas essa técnica não é indicada, por fatores relacionados à saúde do paciente.

  • O grupo contraindicado para fotodepilação:
  • Pacientes com pele bronzeada
  • Pacientes oncológico
  • Pessoas com alguma infecção na região para ser depilada
  • Pessoas com alergias, doenças fotossensibilizantes como o vitiligo.
  • Pessoas que tomam medicamentos que causam hipersensibilidade

Quais os efeitos colaterais ou riscos da técnica

Por mais que seja um método seguro e por vezes indolor comparados a outros procedimentos, a fotodepilação apresenta alguns efeitos após a sessão.

Entre os efeitos estão: irritação da região, vermelhidão, inchaço, manchas escuras ou claras, cicatrizes momentâneas e pequenas lesões.

Para melhorar a irritação use cremes relaxantes prescritos pelo profissional, assim, você formará uma camada que acalma a pele depilada.

Os cuidados após a fotodepilação

Como todo procedimento estético, é preciso levar em conta os cuidados após o procedimento.
Neste caso, na fotodepilação, como existem alguns efeitos de menor gravidade depois do processo, os cuidados devem ser levados muito a sério.

Por isso, evite pegar sol nos 30 primeiros dias após o processo, pois o efeito do sol em contato com a pele pode causar manchas, queimaduras e as irritações podem ser mais agressivas.

Para criar uma proteção da pele, não saia de casa sem usar o protetor solar com fator mínimo de 30. Assim, você estará protegendo a pele dos raios solares que podem ser bem prejudiciais à pele depois da fotodepilação.

Cuidado para não coçar com as unhas agredindo a camada da pele, pois o local fica bem sensível depois da sessão.

Conclusão:

A fotodepilação é uma alternativa bem promissora para eliminação dos pelos, ela facilmente substitui os outros métodos utilizados para a remoção do pelo.

Contudo, é um procedimento que não agride tanto a pele, é de fácil acesso, pois muitas clínicas e profissionais já aderiram à técnica.

O valor das sessões também se torna um ponto positivo para quem deseja acabar de vez com as práticas diárias de depilação com lâminas ou técnicas dolorosas.

No entanto, você também pode realizar o procedimento em casa, basta adquirir os equipamentos necessários para realizar a fotodepilação.

E aí gostou de saber sobre a fotodepilação? Comente aí embaixo qual sua opinião.

Compartilhe nas Redes Sociais! :)

Facebook Twitter Pinterest Linkedn

Você leu Fotodepilação (Técnica com Luz Pulsada): Como é feita?. O FemmeVerso estará aqui para te ajudar sempre que precisar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *