Desvendando Mitos Sobre Luzes Capilares

Publicado em e atualizado em: 21-05-2023 por Roberto

As luzes capilares são uma técnica muito popular para clarear os cabelos e dar uma aparência mais iluminada ao rosto. No entanto, existem muitos mitos em torno dessa prática que podem causar dúvidas e confusão. Neste artigo, vamos desvendar alguns desses mitos e responder às perguntas mais frequentes sobre as luzes capilares. Por que algumas pessoas dizem que as luzes capilares danificam os cabelos? É possível fazer luzes em cabelos escuros? Como cuidar dos cabelos após fazer luzes? Vamos descobrir juntos!
Fotos Luzes E Saude Do Cabelo Mitos E Verdades

⚡️ Pegue um atalho:

Resumo de “Desvendando Mitos Sobre Luzes Capilares”:

  • Nem todas as luzes capilares precisam ser loiras;
  • Luzes capilares podem ser feitas em cabelos escuros;
  • Não é necessário descolorir todo o cabelo para fazer luzes capilares;
  • Luzes capilares não precisam ser feitas apenas com papel alumínio;
  • Luzes capilares podem ser feitas em cabelos cacheados e crespos;
  • Luzes capilares podem ser feitas com tintura ou descolorante;
  • Não é recomendado fazer luzes capilares em casa sem experiência prévia;
  • Luzes capilares precisam de cuidados especiais para manter a saúde do cabelo.
  Franjas Fabulosas: Evite Queda de Cabelo!

Imagens Luzes E Saude Do Cabelo Mitos E Verdades

Luzes capilares: o que são e como funcionam?

As luzes capilares são uma técnica de coloração que consiste em clarear apenas algumas mechas do cabelo, criando um efeito iluminado e natural. Essa técnica é feita com descolorante e pode ser aplicada em qualquer tipo de cabelo.

O processo funciona da seguinte forma: o cabeleireiro separa as mechas que serão clareadas e aplica o descolorante nelas. O tempo de ação do produto varia de acordo com a cor natural do cabelo e a tonalidade desejada. Depois, é feito o enxágue e a aplicação de um tonalizante para finalizar o processo.

Diferença entre luzes, mechas e reflexos nos cabelos

As luzes capilares são diferentes das mechas e reflexos nos cabelos. Enquanto as luzes clareiam apenas algumas mechas, as mechas são feitas em maior quantidade e podem ser mais largas ou finas. Já os reflexos são mais sutis e criam um efeito de brilho no cabelo.

Mitos sobre luzes capilares que você precisa parar de acreditar

Existem muitos mitos sobre luzes capilares que precisam ser desvendados. Um dos mais comuns é que as luzes deixam o cabelo ressecado e danificado. Na verdade, se feitas por um profissional qualificado e com os produtos adequados, as luzes não danificam o cabelo.

Outro mito é que as luzes só podem ser feitas em cabelos loiros. Na verdade, as luzes podem ser feitas em qualquer cor de cabelo, desde que seja feita a descoloração das mechas.

Quais os tipos de luzes mais indicadas para cada tipo de cabelo?

Existem vários tipos de luzes capilares, e cada um é mais indicado para um tipo de cabelo. As luzes californianas são ideais para cabelos longos e ondulados, enquanto as luzes platinadas são indicadas para cabelos curtos e lisos. Já as luzes caramelo são ótimas para cabelos cacheados.

Como não danificar os fios na hora de fazer luzes

Para evitar danos aos fios na hora de fazer luzes, é importante escolher um profissional qualificado e usar produtos de qualidade. Também é importante fazer hidratações frequentes no cabelo antes e depois do processo de clareamento.

Cuidados essenciais pós-luzes para manter o cabelo saudável

Depois de fazer luzes capilares, é importante cuidar do cabelo para mantê-lo saudável e bonito. É recomendado usar produtos específicos para cabelos coloridos, evitar o uso excessivo de secador e chapinha, e fazer hidratações frequentes no cabelo.

Inspirações de celebridades com luzes capilares incríveis

Muitas celebridades já aderiram às luzes capilares e criaram looks incríveis. Alguns exemplos são Beyoncé, que apostou em luzes douradas em seu cabelo castanho, e Jennifer Aniston, que criou um visual iluminado com luzes loiras em seu cabelo castanho claro.
Planta Luzes E Saude Do Cabelo Mitos E Verdades

  Rabo de Cavalo Alto com Volume: Tutorial
Mitos sobre Luzes CapilaresVerdadeFonte
As luzes capilares danificam muito o cabeloNem sempre. Se forem feitas com um profissional capacitado e com produtos de qualidade, o cabelo pode ficar saudável e brilhante.Wikipédia
As luzes capilares só podem ser feitas em cabelos clarosNão é verdade. As luzes podem ser feitas em cabelos de todas as cores, desde que sejam feitas com a técnica e os produtos adequados.Wikipédia
As luzes capilares deixam o cabelo muito ressecadoPode acontecer, mas se for feito um tratamento adequado antes e depois das luzes, o cabelo pode ficar hidratado e saudável.Revista Marie Claire
As luzes capilares precisam ser retocadas a cada 2 mesesNão necessariamente. O tempo entre as manutenções das luzes depende do crescimento do cabelo e da preferência da pessoa. Pode variar de 3 a 6 meses.Beleza Extraordinária
As luzes capilares não podem ser feitas em cabelos cacheados ou cresposMais um mito. As luzes podem ser feitas em todos os tipos de cabelo, inclusive nos cacheados e crespos. O importante é escolher um profissional que saiba trabalhar com esses tipos de fio.All Things Hair

Natureza Luzes E Saude Do Cabelo Mitos E Verdades

1. Como a luz pode afetar a saúde do cabelo?


A exposição à luz solar pode danificar o cabelo, deixando-o seco, quebradiço e sem brilho.

2. As luzes artificiais também podem prejudicar o cabelo?


Sim, as luzes artificiais, como as lâmpadas fluorescentes e de LED, também podem danificar o cabelo.

3. O uso frequente de secador de cabelo pode prejudicar a saúde dos fios?


Sim, o uso frequente do secador de cabelo pode ressecar os fios e torná-los quebradiços.

4. É verdade que a água quente pode danificar o cabelo?


Sim, a água quente pode remover os óleos naturais do cabelo, deixando-o seco e quebradiço.

5. Como a luz pode ser benéfica para a saúde do cabelo?


A luz adequada pode ajudar a manter o cabelo saudável e brilhante, estimulando a produção de vitamina D no couro cabeludo.

6. O uso de protetor solar capilar é eficaz na proteção contra os danos causados pela luz solar?


Sim, o uso de protetor solar capilar pode ajudar a proteger o cabelo contra os danos causados pela luz solar.

7. É verdade que a luz azul emitida por aparelhos eletrônicos pode prejudicar o cabelo?


Ainda não há estudos conclusivos sobre os efeitos da luz azul emitida por aparelhos eletrônicos no cabelo.

8. O uso de chapinha e babyliss pode danificar o cabelo?


Sim, o uso excessivo de chapinha e babyliss pode ressecar os fios e torná-los quebradiços.

9. É verdade que a luz pode interferir na pigmentação do cabelo?


Sim, a exposição à luz solar pode desbotar a cor do cabelo, especialmente em cabelos tingidos.
  Segredos para Cabelos após Extensões

10. O uso de bonés e chapéus pode proteger o cabelo da luz solar?


Sim, o uso de bonés e chapéus pode ajudar a proteger o cabelo contra os danos causados pela luz solar.

11. A exposição à luz artificial durante a noite pode prejudicar a saúde do cabelo?


Ainda não há estudos conclusivos sobre os efeitos da exposição à luz artificial durante a noite no cabelo.

12. É verdade que o uso de produtos com proteção UV ajuda a proteger o cabelo contra os danos causados pela luz solar?


Sim, o uso de produtos com proteção UV pode ajudar a proteger o cabelo contra os danos causados pela luz solar.

13. Como identificar se o cabelo está danificado pelos efeitos da luz?


O cabelo danificado pela luz pode apresentar sinais como ressecamento, quebra, falta de brilho e desbotamento da cor.

14. Como prevenir os danos causados pela luz no cabelo?


Algumas medidas para prevenir os danos causados pela luz no cabelo incluem o uso de protetor solar capilar, chapéus e bonés, evitar a exposição ao sol nos horários de pico e reduzir o uso de ferramentas de calor.

15. É possível recuperar um cabelo danificado pelos efeitos da luz?


Sim, é possível recuperar um cabelo danificado pelos efeitos da luz com o uso de produtos específicos para hidratação e nutrição dos fios, além de reduzir a exposição aos agentes causadores do dano.
Roberto

Compartilhe esse conteúdo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *